DSOs da América Latina querem associação para debater desafios da transição

Em webinar, distribuidoras do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e Peru planejam associação para promover mercado e intercâmbio de informações

O sistema de energia está passando por uma transição na qual Operadores de Sistema de Distribuição – os chamados DSOs – desempenham um papel altamente relevante, sendo confrontados com um crescimento sem precedentes de cargas novas e mais flexíveis, bem como dispositivos de armazenamento conectados às suas redes elétricas. Essas mudanças já estão afetando os sistemas de energia na região e requerem abordagens inovadoras e cooperativas, razão pela qual os principais operadores de distribuição da América Latina decidiram se unir para gerar novas ideias, perspectivas e soluções.

O grupo inicial composto por 15 DSOs ou associações de DSOs de cinco países, representando 69,8 milhões de clientes atendidos, foi estabelecido por um Memorando de Entendimento assinado recentemente, mas está aberto a participação adicional. Dentre os fundadores, estão as distribuidoras da Enel no Brasil, Peru e Chile, além das distribuidoras da Neoenergia no Brasil, Light e EDP, além das peruana Hidrandina e associações de concessionárias da Argentina e Colômbia.

A futura Associação de nível regional América Latina representando o setor de distribuição de energia elétrica promoverá a conclusão e funcionamento dos mercados latino-americanos de energia, uma gestão otimizada e uma operação coordenada dos sistemas de distribuição. Com o memorando assinado recentemente, DSOs e associações nacionais de DSO expressaram sua disposição de, em conjunto, empregar seus melhores esforços para preparar um plano de desenvolvimento para a criação da Associação Latino-Americana de Distribuição, que foi debatida em webinar, que discutiu o propósito, os princípios de governança e o roteiro para as próximas etapas da nova Associação. O escopo da Associação será promover o intercâmbio de informações, estudos e esforços conjuntos no desenvolvimento sustentável da distribuição de energia elétrica e todos os aspectos relacionados.

Alguns tópicos prioritários da discussão se concentrarão na evolução da estrutura do Mercado de Distribuição de Energia para responder à transição energética, incluindo Veículos Elétricos, Integração de Rede, Resposta à Demanda, Outros Recursos de Energia Distribuída, Transformação de borda da Rede  e demandas de novos clientes. A inclusão na discussão de todas as partes interessadas relevantes que possam contribuir para o alcance de soluções sustentáveis e benefícios sistêmicos também está no escopo da associação. Os membros fundadores darão as boas-vindas a quaisquer outros participantes interessados do setor de distribuição que desejem aderir à iniciativa.