EnergyTechs se destacam em concurso de startups

Das empresas selecionadas, 6% desenvolvem soluções voltadas ao setor energético

Ágeis e inovadoras, as startups são cada vez mais importantes no desenvolvimento de soluções para diversos negócios, inclusive para setores mais tradicionais e regulados como o setor de energia. Durante a quinta edição do 100 Open Startups nesta quarta-feira, 11 de novembro, em formato virtual, 6% das empresas que se destacaram são EnegyTechs, terminologia utilizada para definir startups voltadas a soluções energéticas.

Entre as EnergyTechs que pontuaram, figuram entre as dez melhores as empresas CUBi Energia, FOHAT, Technomar Engenharia, Time Energy, GreenAnt, Hidreo energy Solutions, TILD Tecnologia, PROSUMIR, Allexo Tecnologia e SHARENERGY.

Segundo levantamento da 100 Open Startups, as TOP 10 EnergyTech tiveram 67 relacionamentos validados de open innovation com empresas no último ano. Os setores que mais absorveram soluções dessa categoria foram Energia, Mineração e metais, Alimentos e bebidas, Construção e Indústria química. Na edição deste ano, as startups somaram 34.677 pontos, contra 14.859 de 2019.

Das 13.177 startups participantes do movimento 100 Open Startups, 1.310 (cerca de 10%) estabeleceram relacionamentos de open innovation com 1.968 empresas nos últimos 12 meses e foram aprovadas como candidatas ao Ranking 100 Open Startups 2020. No total, foram registrados 13.433 relacionamentos de open innovation no período.

De acordo com Bruno Rondani, CEO da 100 Open Startups, o crescimento do Ranking em 2020 mais do que dobrou em relação à edição anterior, o que evidencia o amadurecimento de todo o ecossistema.

Idealizado pela 100 Open Startups, o Ranking 100 Open Startups, é resultado de um processo anual que mede a atratividade das startups de forma objetiva, por meio das relações de inovação aberta registradas e validadas entre empresas e startups no ano.