Neoenergia antecipa em 3 meses início das obras de Complexo Eólico

Projeto Oitis prevê 566,5 MW de capacidade instalada em 12 parques e 103 aerogeradores a serem instalados entre os estados da Bahia e do Piauí

A Neoenergia conseguiu iniciar a mobilização das obras do Complexo Eólico Oitis com uma antecipação de três meses em relação ao cronograma original. Os trabalhos foram iniciados na cidade de Casa Nova (BA), onde está localizado o parque Oitis 22. A Licença de Instalação foi obtida junto ao Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), além do alvará de construção junto à Prefeitura do município.

O projeto prevê 566,5 MW de potência instalada entre 12 parques e 103 aerogeradores a uma capacidade unitária de 5,5 MW, novidade no mercado mundial, cada um com 126 metros de altura, o equivalente a um prédio de 25 andares. Está prevista também uma subestação com tensão em 500 KV e aproximadamente 71 quilômetros de linha de transmissão para garantir a conexão do novo complexo a subestação Queimada Nova II (PI).

O foco da energia gerada em Oitis será a comercialização no mercado livre de energia. Do total, 96% serão destinados ao Ambiente de Contratação Livre (ACL). Considerando esse complexo e o de Chafariz, em implementação na Paraíba, 67,6% da energia já foi vendida para o ano de 2022, quando ambos devem ter a operação iniciada. Somado os dois complexos, a expansão da carteira de renováveis da empresa será de mais 1 GW até 2022, triplicando a potência atual. Além desses empreendimentos, a Neoenergia adquiriu em setembro novos projetos na Bahia, cuja potência nominal pode atingir 400 MW de capacidade instalada.