Reservatórios hidrelétricos voltam a subir após quase três meses

Volume útil cresceu 0,4% no submercado Norte, 0,2% no Sul e 0,1% no NE, que operam com 28%, 20,4% e 53,8% respectivamente. SE/CO não varia

Depois de 11 semanas de sucessivas reduções no armazenamento hidroelétrico do SIN, o período úmido deu sinais de estar começando nessa última semana de novembro, com três regiões do país apresentando crescimento em seus níveis no último domingo, 22 de novembro, em relação ao dia anterior, aponta o boletim do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

O submercado Norte registrou elevação de 0,4% no volume útil, que chegou a 28%. A energia afluente consta em 70% da MLT e a armazenada mostra 4.245 MW mês. A usina de Tucuruí produz energia com 22,25% de seu volume.

No Sul houve aumento de 0,2% e os reservatórios operam com 20,4%. A energia armazenada afere 4.054 MW mês e a afluente aparece com 17% da MLT. As UHEs Passo Fundo e G.B Munhoz funcionam com 41,53% e 5,23%. Na região Nordeste o incremento foi de 0,1%, com a vazão atingindo 53,8%. A energia contida mostra 27.776 MW mês e a afluente subiu para 86% da MLT. A UHE Sobradinho admite 54,74%.

Por sua vez a capacidade de armazenamento no SE/CO não variou e o subsistema admite 19,9%. A energia afluente armazenável está em 54% e a armazenada indica 40.414 MW mês. As UHEs Furnas e Nova Ponte registram 21,28% e 17,04%.

Outras informações sobre níveis de armazenamento, bem como a geração de gráficos comparativos, podem ser acessadas na Seção Reservatórios do Monitor, disponível para assinantes do CanalEnergia.