Falha em subestação interrompe 270 MW em Fortaleza

Rompimento de cabo e não abertura do disjuntor provocaram desligamento de todo setor de 69 kV da Chesf. Cargas demoraram 51 minutos para serem totalmente restabelecidas

O desligamento de uma subestação da Chesf acabou provocando o corte de 270 MW da Enel Distribuição Ceará na região metropolitana de Fortaleza na manhã da última quarta-feira, 25 de novembro, informa o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

O boletim atribui a causa da falha na SE Pici II “ao rompimento do cabo na chave 69 kV 32L8-5 e não abertura do disjuntor de 69 kV 12L8”, o que acarretou no desarme do barramento e de todo setor de 69 kV da unidade, registrado às 11:27 horas.

Em nota, a Chesf afirma que a ocorrência foi provocada por defeito em equipamento da distribuidora da Enel na região, que por sua vez atribuiu o desarme da rede ao “abalroamento em um poste de alta tensão”.

De acordo com o ONS, a recomposição das cargas foi iniciada 14 minutos depois do desligamento, através da transferência de 31 MW para a SE Delmiro Gouveia, e dois minutos depois com mais 102 MW para a SE Fortaleza. Já os equipamentos de Pici II foram normalizados às 11:56 horas e todas cargas em 51 minutos desde o início da ocorrência.