Agência nega extensão para 30 meses de obra da Copel GT

Empresa foi autorizada em 2016 a implantar reforços na SE Bateias

A Agência Nacional de Energia Elétrica negou solicitação da Copel GT para a extensão de 26 para 30 meses do cronograma de implantação de reforços na subestação Bateias, de propriedade da empresa. O prazo de conclusão das obras foi estabelecido na Resolução Autorizativa 5.930 e passou a ser contado a partir de julho de 2016.

A agência reguladora vai abrir processo administrativo para apurar as causas do atraso no empreendimento. Os reforços autorizados tinham investimento previsto de 29,3 milhões, o que daria direito a uma parcela de R$ 4,3 milhões em Receita Anual permitida.