Proposta prevê aumento de 8,56% para CPFL Santa Cruz

Distribuidora passará por revisão tarifária, mas o resultado só será conhecido em 2021

A proposta de revisão tarifária da distribuidora CPFL Santa Cruz  prevê aumento médio de tarifas de 8,56%, sendo 16,97% em média para grandes consumidores conectados em alta tensão e 3,76% para os clientes atendidos em baixa tensão. Os números preliminares ficarão em consulta pública a partir desta quarta-feira, 16 de dezembro, e o resultado final do processo entrará em vigor em 22 de março de 2021.

O processo tarifário abrange a área de um conjunto de distribuidoras da CPFL que foram reunidas em uma única concessão. A Santa Cruz atende mais de 460 mil unidades consumidoras em 45 municípios nos estados de São Paulo, Paraná e Minas Gerais.

Também estarão em consulta pública os limites dos indicadores de qualidade DEC e FEC, que medem a duração e a frequência das interrupções no fornecimento de energia elétrica na área da concessionária, para o período de 2022 a 2026.

As contribuições do interessados poderão ser enviadas à Agência Nacional de Energia Elétrica até 1º de fevereiro de 2021, para os e-mails cp076_2020rv@aneel.gov.br, cp076_2020et@aneel.gov.br, cp076_2020pt@aneel.gov.br e cp076_2020ic@aneel.gov.br. Está prevista também audiência pública virtual no dia 21 de janeiro.