Consumo e geração aumentam na primeira quinzena de dezembro

Segundo dados preliminares da CCEE, produção foi 2,2% ante 2019 com destaque para aumento da geração térmica em 25,8%

A primeira quinzena de dezembro apresenta alta de 2% no consumo de energia elétrica do país em relação ao mesmo período de 2019. Os dados são preliminares e foram divulgados nesta quarta-feira, 23 de dezembro, pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica. Em geração houve aumento de 2,2% quando comparado ao mesmo período do ano passado.

De acordo com a CCEE, considerando o expurgo dos efeitos de migração de consumidores, o mercado regulado teve um crescimento de 1% e o livre registrou aumento de 4,5%. Já no cenário em que são contabilizadas todas as transações de cargas, o consumo no ACR recuou 1,3% enquanto no ACL houve expansão de 9,5%.

Com exceção do setor de transportes, que teve recuo de 1,8% no período em análise, todos os demais ramos de atividades apresentaram evolução no consumo. Destaque para veículos, que, após retração ao longo do ano registra crescimento de 11,4%. Também apresentaram alta alguns setores eletrointensivos, como o de metalurgia e produtos de metal (12%), alimentício (11%), de minerais não metálicos (6,8%) e de químicos (3,6%). Todos os valores consideram a migração de cargas novas para o ACL.

Por estado, a câmara destacou o crescimento no Espírito Santo (13%), Goiás (10%), Mato Grosso (7%), Santa Catarina (7%), Minas Gerais (6%), Rio de Janeiro (6%) e São Paulo (1%).

Geração
Segundo os dados prévios analisados pela CCEE houve um aumento de 2,2% de geração de energia na primeira metade de dezembro. As usinas hidráulicas apresentaram redução de 6,7% e as fotovoltaicas de 4%. As demais matrizes registraram aumento nas suas gerações, com destaque para as usinas térmicas, com avanço de 25,8%, e as eólicas, com 25,2%.