EGP obtém liberação comercial para eólicas no Piauí

Aneel também liberou testes em EOL da Engie na Bahia e térmica de 20 MW em São Paulo

A Agência Nacional de Energia Elétrica deliberou na última quarta-feira, 30 de dezembro, o início da operação comercial das centrais eólicas Ventos de Santa Ângela 6 e 7, somando 56,7 MW de potência instalada entre 18 unidades geradoras no município de Queimada Nova (PI). Os ativos são da Enel Green Power, que também recebeu aval do regulador para testar a primeira unidade da UFV São Gonçalo 18, de 1,8 MW, localizada em São Gonçalo do Gurguéia (PI).

Já a Engie Brasil, por meio de sua controlada CLWP Eólica Parque X, obteve a aprovação da Aneel para a operação de dois aerogeradores da central Campo Largo X, totalizando 8,4 MW no município de Sento Sé (BA).

A superintendência de fiscalização da Agência por sua vez decidiu liberar para testes a unidade UG1 da EOL Aventura IV, de 4,2 MW no município de Touros (RN), num projeto do Consórcio Aventura IV, formado pela EDP Renováveis e pela Casa dos Ventos, a partir do leilão A-6 de 2017.

Encerrando as liberações do dia, a Glencane Bioenergia foi autorizada a iniciar a testagem da térmica Rio Vermelho 3, através da primeira unidade geradora, de 20 MW de capacidade instalada em Junqueirópolis (SP).