EDP obtém licença de instalação para LT no litoral gaúcho

Linha de 63 quilômetros é orçada em R$ 320 milhões e primeira parte das obras deve durar 11 meses

A Fundação Estadual de Proteção Ambiental do Rio Grande do Sul (Fepam) emitiu na última quinta-feira, 7 de janeiro, a licença de instalação para a linha de transmissão em 230 kV que irá conectar por 63 quilômetros as subestações coletoras Atlântida 2 e Torres 2, no litoral Norte gaúcho, ao Sistema Interligado Nacional, num projeto de R$ 320 milhões de posse da EDP Transmissão Litoral Sul.

O empreendimento contará com 104 postes e 120 torres metálicas que irão passar pelos municípios de Torres, Dom Pedro de Alcântara, Três Cachoeiras, Três Forquilhas, Terra de Areia, Capão da Canoa e Xangri-lá, gerando pelo menos 200 empregos diretos, conforme informação da empresa, que estima o desenvolvimento dessa primeira parte das obras em até 11 meses.

Segundo a Fepam, o tempo de análise da licença foi de 34 dias, sendo realizada de forma conjunta e integrada com técnicos da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), garantindo mais eficiência. Após as obras, a companhia ainda deverá encaminhar o pedido de Licença de Operação (LO), documento que dará autorização para o início das atividades.