Fitch retira rating de emissão da TSBE

Transmissora foi incorporada pela CGT Eletrosul e agora as debêntures passam a ter garantia da Eletrobras

A agência de classificação de risco Fitch Ratings retirou o Rating Nacional de Longo Prazo ‘AA(bra)’, com Perspectiva Estável, da segunda emissão de debêntures da Transmissora Sul Brasileira de Energia S.A. (TSBE), no montante de R$ 77,5 milhões e vencimento em 2028. A ação deve-se à reorganização societária da TSBE, que deixou de existir e cuja dívida foi incorporada por seu acionista, a CGT Eletrosul.

Com o término do processo de incorporação, a TSBE deixa de existir legalmente, e a emissão passará a ser analisada com base no perfil de crédito da CGT Eletrosul. A subsidiária da Eletrobras para a região sul tem Rating Nacional de Longo Prazo ‘AA(bra)’)/Perspectiva Estável).

A emissão da transmissora passa a ser garantida por fiança da Eletrobras, por fiança bancária e pela cessão fiduciária dos direitos creditórios e emergentes da concessão. O covenant financeiro, antes medido pelo Índice de Cobertura do Serviço da Dívida, foi alterado para índice dívida líquida/EBITDA, limitado a 3,5 vezes na emissora.