Helexia fecha primeiro contrato de GD no Brasil

Acordo prevê 60 MW entre 16 UFVs para o atendimento de 6.885 pontos de consumo da Vivo em cinco estados

A Helexia, empresa comprada pela Voltalia em 2019, sagrou-se vencedora no leilão de geração de energia distribuída para prédios e lojas da Telefônica, controladora da Vivo no Brasil, num projeto que prevê a implementação de 16 usinas fotovoltaicas e 60 MW de potência total instalada para o atendimento de 6.885 pontos de consumo espalhados pelos estados de Rondônia, Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo e Ceará, com volume de produção estimado para abastecer 24 mil famílias

As obras serão coordenadas pelo departamento de EPC (Engenharia, Procurement e Construção) da Voltalia, que estima o início dos trabalhos para este ano, com operação comercial de todas UFVs planejada para fevereiro 2022. A energia produzida em cada empreendimento será injetada no Sistema Nacional Integrado (SIN) e voltará em crédito para a empresa, que prevê importante economia em suas contas de luz.

O fechamento do primeiro contrato da Helexia no Brasil contou com colaboração da equipe da multinacional francesa no país e de outras empresas parceiras, além do apoio de parceiros locais de cada região, permitindo a melhor prospecção de terras com análises que levam em consideração critérios como a superfície disponível, viabilidade e custo da conexão à rede, impacto ambiental e regulamentos locais para uma concessão de 20 anos.