EDP adquire lote de transmissão no mercado secundário

Operação terá investimento total de R$ 88,5 milhões e amplia para 1.554 quilômetros o portfólio da companhia no segmento

A EDP assinou contrato para adquirir no mercado secundário a Mata Grande Transmissora de Energia junto ao grupo IG. O ativo refere-se ao Lote 18, localizado no Maranhão e foi arrematado no Leilão de Transmissão 002/2018, realizado em abril de 2018. O investimento da EDP é estimado em R$ 88,5 milhões, valor que inclui todos os custos de execução da obra.

O Lote 18 é composto por uma linha de transmissão de 113 quilômetros em 230 kV, cortará nove municípios e se conectará com as subestações Imperatriz e Porto Branco, tendo como missão reforçar o suprimento de energia naquele estado. O empreendimento já está licenciado e pronto para construção. Em nota a companhia aponta que passa a ter sete lotes, totalizando 1.554 quilômetros de linhas de Transmissão em seu portfólio.

Durante as obras, devem ser empregados cerca de 140 trabalhadores. A intenção da EDP é aproveitar no projeto os trabalhadores que foram mobilizados nos outros canteiros da companhia, durante a construção dos Lotes 11 e 7, também no Maranhão.

O cronograma da Agência Nacional de Energia Elétrica determina a conclusão do empreendimento em setembro de 2022, mas a EDP afirma que assim como outros ativos espera antecipar a entrada em operação do Lote 18, como ocorreu nos Lotes 24, no Espírito Santo, e 11, no Maranhão. Contudo, não revelou em quanto tempo.

Ao total, calcula a empresa, já foram investidos R$ 3,3 bilhões em obras e projetos de Transmissão, representando 80% de execução do CAPEX total. Serão R$ 4,1 bilhões até o final de 2021 para a construção de mais de 1,5 mil quilômetros de linhas e de seis subestações nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Maranhão e Espírito Santo.