Energisa antecipa trecho de LT no Pará

Etapa foi antecipada em 25 meses e empreendimento vai reforçar fornecimento para MT e TO

A Energisa informou em comunicado ao mercado na última quarta-feira, 17 de fevereiro, que a subsidiária Energisa Pará II energizou no dia 16 a linha de transmissão 230kV Xinguara II – Integradora Sossego, além das ampliações nos pátios de 230 kV das SEs Xinguara e Integradora Sossego. Esse trecho possui 72,3 quilômetros de linha de transmissão e Receita Anual Permitida de R$ 3,11 milhões para o ciclo 2020-2021. Esse trecho compõe a Função de Transmissão 1 da EPA II e representa 8,61% da RAP total do empreendimento. De acordo com a Energisa, essa etapa da obra foi concluída em 29 meses após a assinatura do contrato de concessão e a operação antecipada em 25 meses, frente o previsto. Os investimentos desta fase totalizaram cerca de R$ 80 milhões.

A EPA II é um empreendimento que compreende as instalações do lote 19 do leilão de LTs 02/2018 e fica localizado no Pará, que compreende ainda a implantação da elevação de tensão para 500 kV na SE Integradora Sossego, LT 500 kV Integradora Sossego – Serra Pelada, com novo pátio de 138 kV na subestação Serra Pelada para rebaixamento de tensão e conexão do Usuário, que são as instalações das Funções de Transmissão 2 e 3 deste empreendimento.

A LT permitirá o atendimento elétrico à região sudeste do Pará, além de reforçar a capacidade de fornecimento para o Norte de Mato Grosso e Oeste de Tocantins, onde a Energisa atua com as distribuidoras, Energisa Mato Grosso e Energisa Tocantins. A LT será operada pela Energisa Soluções e a operação se dará a partir do Centro de Operações de Transmissão e Departamento de Operação e Manutenção de Linhas de Transmissão, ambos na sede de Cataguases (MG).