Até 2030 quase todas as novas subestações serão digitais, afirma Hitachi ABB Power Grids

Energias renováveis vêm liderando o desenvolvimento de tecnologias mais limpas e eficientes para todo o setor elétrico

O setor de transmissão de energia se encontra em crescimento no Brasil, um cenário totalmente diferente de alguns anos atrás. Além de ser de fundamental importância para o desenvolvimento econômico, a área é vista também como estratégica por impulsionar novas tecnologias, que possibilitam a adoção cada vez maior de matrizes eólicas e solares nos próximos anos.

Peça fundamental desse avanço no setor são as subestações digitais, tema do webinar Energy Tech Talks, promovido pelo portal CanalEnergia, com participação de Júlio Oliveira, Gerente de Tecnologia na Hitachi ABB Power Grids.

“A Hitachi ABB Power Grids entregou a primeira subestação digital do mundo em 2009. Desde então, foram entregues mais de 40 para concessionárias e indústrias de diversos países”, afirma Júlio. No Brasil há atualmente três delas, sendo uma a primeira subestação digital de 500kV do mundo. As subestações digitais são onde ocorre o processamento e análise das informações da planta de geração de energia. Nelas, uma rede conecta desde o pátio até a sala de controle, trazendo as grandezas elétricas necessárias para monitoramento de todo o sistema. Essa rede se une, dentro da subestação digital, à rede do sistema supervisório.

As vantagens da digitalização

Além de ocuparem menos espaço e reduzirem drasticamente o uso de cabos de cobre – o que muitas vezes torna o projeto muito mais barato do que na abordagem convencional –, essas subestações apresentam diversas vantagens no que se refere ao gerenciamento de riscos e garantia de performance.

“Um algoritmo pode avisar a equipe de manutenção que um determinado transformador pode apresentar uma falha daqui a 2 meses”, explica Júlio. “É a chamada manutenção preditiva que, o contrário da preventiva, permite a intervenção antecipada e evita o stress do equipamento, reduzindo os períodos de indisponibilidade, que acarretam perdas financeiras à empresa”, acrescenta. Os softwares também se tornaram mais amigáveis. “Atualmente, eles nos mostram com mais clareza tudo o que acontece na subestação, e facilitando também o treinamento de funcionários para atuar com eles.

Integração entre as áreas e o profissional do futuro

O interesse do mercado nesse tipo de solução só cresce. De acordo com Júlio, enquanto em 2017 a Hitachi ABB Power Grids teve duas conversas sobre o produto com potenciais clientes, em 2020 já havia 49 projetos em discussão. “Até 2030 nenhuma subestação nova será convencional, toda serão digitais, porque se o interesse do mercado em uma tecnologia aumenta, reduzem-se custos e ela se torna cada vez mais viável”, afirma o especialista.

Curiosamente, muitas das novidades tecnológicas na área de transmissão de energia não são criações do setor, mas tecnologias já existentes (como I.A, IoT, entre outras), que vêm rompendo as barreiras de seus campos iniciais e trazendo novas possibilidades de integração. Para Júlio, vivemos um momento de disrupção até mesmo da formação dos novos profissionais da elétrica/eletrônica, que precisarão de um conhecimento profundo de tecnologia da informação, especialmente em redes, programação e cibersegurança, para seguir trazendo novidades para a área.

“A energia renovável está puxando o desenvolvimento tecnológico do setor elétrico. Na Hitachi ABB Power Grids criamos uma plataforma apenas para gerenciar e automatizar as plantas renováveis, pensando no monitoramento e na intermitência própria dessas redes. Essa é uma área que vai crescer muito nos próximos anos, beneficiando também a sociedade e o meio ambiente”, completa Julio.

Sobre Hitachi ABB Power Grids

A Hitachi ABB Power Grids é líder global em tecnologia com quase 250 anos de experiência combinada, que emprega cerca de 36.000 pessoas em 90 países. Com sede na Suíça, a empresa atende a concessionárias de energia, indústria e o setor de infraestrutura, em toda a cadeia de valor e áreas emergentes como a mobilidade sustentável, cidades inteligentes, armazenamento de energia e data centers. Com experiência comprovada, presença mundial e base instalada inigualável, a Hitachi ABB Power Grids equilibra os valores social, ambiental e econômico. Está comprometida em potencializar o melhor para um futuro energético sustentável, com tecnologias pioneiras e digitais, como o parceiro ideal para permitir uma rede mais forte, mais inteligente e ecológica. http://www.hitachiabb-powergrids.com

(Nota da Redação: Conteúdo patrocinado produzido pela empresa)