ONS sinaliza aumento de 1% na carga em fevereiro

Sudeste deve terminar mês com armazenamento máximo de 28,9%

A carga deve subir 1% no Sistema Interligado Nacional  no mês de fevereiro, de acordo com dados do Informe do Programa Mensal de Operação da  Semana Operativa de 20 a 26 de fevereiro. A região Sul é a única que deve apresentar recuo, com queda de 2,9%. No Sudeste/ Centro-Oeste, a carga sobe 1,8%. O Nordeste terá o maior aumento na carga de 2,1%, enquanto a carga no Norte deve registrar aumento de 1,5%.

Ainda segundo o ONS, o desempenho observado na carga durante a semana foi impactado principalmente pela manutenção da expansão da produção industrial, mesmo que em níveis abaixo aos de 2020. Apesar da semana do carnaval ter apresentado um comportamento diferente do histórico desse feriado, a carga esteve no mesmo nível de uma semana operativa útil com temperaturas sem variações para essa época do ano.

A média semanal do Custo Marginal da Operação fica em R$ 175,74/ MWh em todos os submercados. A previsão mensal de Energia Natural Afluente no Sudeste deve ficar em 70% da média de longo termo. No Nordeste, a ENA fica em 44% da MLT, enquanto no Sul  chega a 128% da MLT. Na região Norte, a ENA deve ficar em  65%.

Já a previsão para o armazenamento máximo no fim do mês aponta que o Sudeste/ Centro-Oeste deve chegar aos 28,9%, acima dos 26,9% do dia 19, aferição mais recente. Os níveis no Nordeste terminam o mês em 57,4%, acima dos 54,6% do dia 19. O volume do Sul cai de 65,1% para 56,7% no fim do mês. Já o Norte termina fevereiro com armazenamento dos reservatórios em 42,8%, mais que os 35,1% registrados no dia 19.