Aneel autoriza operação comercial da CGH Doutor Augusto Gonçalves de Souza

Eólicas no Ceará e Rio Grande do Norte receberam liberação para operação comercial e em teste

A Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou a operação das unidades geradoras UG1 e UG2, de 1,25 MW cada, totalizando 2,5 MW de capacidade instalada, da CGH Doutor Augusto Gonçalves de Souza. Localizada no município de Itaúna, no estado de Minas Gerais, de titularidade da empresa Central de Geração Hidrelétrica Itaúna II S.A. O início da operação comercial será a partir de 2 de março de 2021, para fins de contabilização de sua energia.

Foram liberadas também para operação comercial, a partir de 2 de março, as unidades UG6 e UG7, de 4,2 MW cada, totalizando 8,4 MW de de capacidade instalada, da EOL Serrote VI. Localizada no município de Trairi, no estado do Ceará, a usina é de titularidade da Serrote VI Geração de Energia Elétrica S.A..

A Aneel também autorizou o início da operação em teste, a partir de 2 de março, da unidade geradora UG6, de 3,55 MW de capacidade instalada, da EOL Vila Maranhão II, localizada no município de Serra do Mel, no estado do Rio Grande do Norte, de titularidade da empresa EOL Potiguar B142 SPE S.A. As informações foram divulgadas no Diário Oficial do União.