Abiogás é escolhida por incubadora global em programa de aceleração

Associação vai estruturar fundo garantidor que vai fornecer garantias financeiras, podendo destravar US$ 100 milhões em projetos

O Global Innovation Lab for Climate Finance selecionou seis novos instrumentos financeiros climáticos para seu programa de aceleração de 2021. Dois deles são do Brasil, o Fundo Garantidor para Projetos de Biogás e o Amazonia Sustainable Supply Chains. Apresentado pela Associação Brasileira de Biogás, o fundo de biogás visa fornecer garantias financeiras exigidas por bancos privados e, com isso, destravar cerca de US$ 100 milhões em investimentos, volume que pode financiar de dez a 30 projetos.

As ideias selecionadas passarão por um período de sete meses de análise, teste de resistência, desenvolvimento e preparação para lançamento ainda este ano. Os empreendedores receberão orientação e apoio de líderes dos setores público e privado, que contribuem com sua experiência, capital político e capital financeiro para os instrumentos.

A ideia do Fundo Garantidor para Projetos de Biogás foi colocada pela primeira vez no Plano Nacional para o Biogás e Biometano, elaborado pela ABiogás em 2014. Segundo o presidente da ABiogás, Alessandro Gardemann, um dos grandes desafios para captação de recursos para projetos de biogás é a alta garantia solicitada pelas instituições financeiras. Por isso, a ABiogás apresentou a proposta de criação de um fundo garantidor para reduzir o risco dos bancos e aumentar o acesso ao crédito.

De acordo com Gardemann, o grande desafio do biogás nesta nova fase é estruturar e dar garantia para o projeto durante os dois anos de construção. Segundo ele, o  objetivo da ABiogás, ao submeter a proposta ao Lab é estruturar um fundo garantidor de projetos tecnicamente bem embasado para alavancagem, implantação e desenvolvimento de projetos com viabilidade técnica e econômica. Para o presidente da Abiogás, os recursos existem, o que falta é mostrar para o mercado o que o biogás pode fazer, como pode fazer e prestar as garantias necessárias. Ele conta que na hora que os investidores virem que já existe mais de R$ 700 milhões aplicados, e que a capacidade técnica está comprovada e madura, os recursos vão ser empregados.