ISA Cteep conclui aquisição da PBTE

Empreendimento tem LT subterrânea de 30 km na capital paulista e RAP de R$ 172 milhões

A ISA Cteep concluiu a aquisição da Piratininga – Bandeirantes Transmissora de Energia, com investimento de R$ 1,6 bilhão, após o cumprimento das condições precedentes previstas como a anuência do Conselho Administrativo de Defesa Econômica e da Agência Nacional de Energia Elétrica.

A PBTE opera uma linha de transmissão subterrânea de 30 quilômetros na cidade de São Paulo, que entrou em operação em abril de 2020 e interliga as subestações Piratininga II e Bandeirantes, ambas pertencentes à Cteep. A receita anual permitida no ciclo 20/21 é de R$ 172 milhões e tem reajuste anual pela inflação. Na cidade de São Paulo, a  Cteep opera 18 subestações, mais de 619 km de linhas de transmissão e, agora, incorpora o novo ativo, que será operado com grande sinergia com aos atuais ativos da companhia.

De acordo com o diretor-presidente da Cteep, Rui Chammas, a aquisição da PBTE reforça a estratégia de crescimento em realizar compra de ativos que tenham sinergia com as operações, possibilitando o incremento das receitas com aumento de eficiências operacionais, gerando a criação de valor sustentável para todas as partes interessadas.

A estratégia 2030 da ISA CTEEP prevê o crescimento por meio de investimentos em reforços e melhorias, em novos negócios, incluindo fusões e aquisições, e em projetos que contribuam para a expansão do sistema de transmissão de energia elétrica do Brasil. Em 2020, apesar dos desafios impostos pela pandemia da Covid-19, a empresa manteve a robustez financeira e obteve resultados expressivos. Os investimentos totalizaram R$ 1,3 bilhão, o que representa um aumento de R$ 534,5 milhões em relação ao ano anterior – crescimento de 69% ante 2019.