Omega terá emissão de R$ 1 bi em debêntures

Operação tem prazo de oito anos e recursos serão usados para pré-pagamento de dívidas de projetos e para capital de giro

O conselho de administração da Omega Geração aprovou que a companhia realize sua 3ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações nos termos da Instrução da CVM nº 476. O objetivo da empresa é o de captar um valor total de R$ 1,050 bilhão, com prazo total de oito anos e amortizações anuais conforme curva customizada. Os juros remuneratórios serão pagos semestralmente e equivalentes à taxa de CDI + 1,99% a.a.

De acordo com comunicado da empresa, a colocação dos papeis será realizada pelo Banco BTG Pactual que atuará como coordenador, sob regime de garantia firme de colocação. A emissão receberá classificação de risco a ser atribuída pela Fitch Ratings

Os recursos serão utilizados pela Omega para pré-pagamento de dívidas existentes de projetos, especialmente na otimização da estrutura de capital dos recém adquiridos Complexo Santa Vitória do Palmar e Complexo Hermenegildo que formam o Complexo Chuí. Além disso, a companhia prevê o reforço de caixa e de capital de giro.