Eletrobras pagará dividendo mínimo obrigatório em 2021

Serão distribuídos R$ 1,5 bilhão aos acionistas da empresa. Em outro comunicado informa que a Eletronorte estendeu prazo de dívida de R$ 1 bilhão com o banco Bradesco

A Eletrobras informou em comunicado que o conselho de administração aprovou a proposta de destinação do resultado referente ao exercício encerrado em 31 de dezembro de 2020, incluindo os dividendos obrigatórios de 25% do lucro líquido ajustado, que leva à distribuição de R$ 1.507.138.670,19. O montante comporá a Proposta da Administração a ser deliberada pela Assembleia Geral Ordinária de Acionistas prevista para ser realizada no dia 27 de abril de 2021.

Esse valor tem como data base 31 de dezembro de 2020. Do total, R$ 152.524,04 serão distribuídos aos acionistas titulares de ações preferenciais da classe A o equivalente a R$ 1,038 por ação. Há outros R$ 290.619.325,38 aos acionistas titulares de ações preferenciais da classe B, valor idêntico à anterior.

O maior volume financeiro é de R$ 1.216.366.820,78 e serão distribuídos aos acionistas titulares de ações ordinárias sendo o valor equivalente a R$ 0,944 por unidade.

De acordo com o estatuto, depois de assegurado às ações preferenciais os dividendos mínimos, conforme ocorreu, será assegurado a cada ação preferencial o direito de dividendos, por cada ação, pelo menos 10% maior que os atribuídos a cada ação ordinária.

Eletronorte
A Eletrobras ainda informou que a controlada Eletronorte firmou Aditivo à Cédula de Crédito Bancário, celebrada com o Banco Bradesco, no valor de R$ 1 bilhão. O aditivo altera o prazo de amortização de 12 para 48 meses, a partir de sua assinatura, ficando o seu vencimento para 19 de março de 2025, com redução da taxa de juros para CDI + 2,15% a.a., pagamentos mensais e juros semestrais durante a carência de 12 meses.

Segundo a empresa, essa operação possibilitou à Eletronorte alongar o prazo de pagamento, bem como reduzir o custo médio da dívida. Além disso, a operação não contará mais com a garantia da Eletrobras e não serão oferecidas outras garantias.

“A operação mencionada está no escopo da iniciativa de otimização da estrutura de dívidas do Sistema Eletrobras, nos termos do Plano Diretor de Negócios e Gestão 2021-2025, divulgado ao mercado por meio de Fato Relevante em 23 de dezembro de 2020”, finaliza a empresa.