Alupar antecipa projeto em 11 meses e adiciona RAP de R$ 165,3 mi

Companhia recebeu termo de liberação do ONS para a Transmissora Caminho do Café (TCC), com subestações e linhas em Minas Gerais e Espírito Santo

A Alupar Investimentos recebeu o Termo de Liberação Definitivo – TLD que autoriza o recebimento da receita de sua controlada, Transmissora Caminho do Café (TCC), a partir de 19 de março de 2021, antecipando em aproximadamente 11 meses a energização de duas subestações e linhas de transmissão em Minas Gerais e Espírito Santo, adicionando uma Receita Anual Permitida (RAP) de R$ 165,3 milhões para o ciclo 2020/2021.

Formada pela construção da SE Mutum e ampliação da Rio Novo do Sul, além das LTs de 500 kV ligando Mutum a Governador Valadares 6 e à Rio Novo do Sul, a TCC contribuirá para o escoamento da geração de energia eólica da região Nordeste para o Sudeste do país.

O investimento das instalações a ser unitizado será de aproximadamente R$ 759,7 milhões, numa relação RAP/CAPEX de 22%. Adicionalmente, o montante de R$ 131,9 milhões, referente as despesas financeiras líquidas durante o período de construção, foi capitalizado, totalizando R$ 891,6 milhões como aporte total do projeto a ser unitizado pela companhia.