Aneel autoriza operação de eólicas no Nordeste

Início da operação comercial será a partir de 07 de abril

A Agência Nacional de Energia Elétrica liberou as unidades geradoras UG1 a UG7, de 4,2 MW cada, totalizando 29,4 MW de capacidade instalada, da usina EOL Campo Largo XVII. Localizada no município de Sento Sé, no estado da Bahia, a usina é de titularidade da CLWP Eólica Parque XVII S.A.. Também foram liberadas as UG1 a UG7, de 2,350 MW cada, totalizando 16,45 MW de capacidade instalada, da EOL Inhambú 2. Localizada no município de Pindaí, no estado da Bahia, a usina é de titularidade da Eólica Pindaí.

A Aneel também autorizou a operação da UG3 e UG5, de 4,2 MW cada, totalizando 8,4 MW de capacidade instalada, da EOL Serrote II. Localizada no município de de Trairi, estado do Ceará, de titularidade da empresa Serrote II Geração de Energia Elétrica S.A. A Agência reguladora também liberou as unidades geradoras UG1 a UG15, de 3,15 MW cada, totalizando 47,25 MW de capacidade instalada, da usina EOL Ventos de Santa Ângela 17. Localizada no município de Lagoa do Barro do Piauí, no estado do Piauí, a usina é de titularidade da Enel Green Power Ventos de Santa Ângela 17 S.A.

E por último, foram liberadas as UG1 a UG10, de 3 MW cada, totalizando 30 MW de capacidade instalada, da EOL Ventos de Santa Ângela 19. Localizada no município de Queimada Nova, no estado do Piauí, de titularidade da Enel Green Power Ventos de Santa Ângela 19 S.A. O início da operação comercial será a partir de 07 de abril de 2021 e as autorizações foram publicadas no Diário Oficail da União.