Neoenergia avança na construção do Complexo Eólico Oitis

Complexo Eólico situado entre a Bahia e o Piauí, terá capacidade instalada de 566,5 MW

A Neoenergia está avançando com a construção do seu maior empreendimento de geração de energia limpa, o Complexo Eólico Oitis, que terá capacidade instalada de 566,5 MW em 12 parques entre a Bahia e o Piauí. As obras foram iniciadas entre novembro de 2020, no trecho baiano, e janeiro de 2021, com a mobilização de canteiros no estado vizinho. A planta deve entrar em operação em 2023, evitando a emissão de 1,2 milhão de toneladas de CO2 por 20 anos.

A companhia informou que visando aumentar a eficiência da geração de energia limpa nos 12 parques, investiu em um dos modelos de aerogeradores mais modernos do mercado. Serão instaladas 103 turbinas, onde já foram iniciadas a fase de concretagem das bases que sustentarão os aerogeradores, com capacidade unitária de 5,5 MW. Ao todo, a produção de Oitis equivale ao suficiente para abastecer uma população de cerca de 4 milhões de pessoas, número de habitantes de um estado como a Paraíba.

A Neoenergia destacou que a construção de Oitis está na fase inicial, onde estão sendo realizadas etapas como escavação, terraplanagem e montagem final do canteiro de obras. Os trechos já em execução compreendem à instalação de 10 parques no município de Dom Inocêncio (PI), com potência de 473,0 MW e 2 parques em Casa Nova (BA), com potência de 93,5 MW.

A construção do novo complexo eólico está alinhada a uma estratégia global em descarbonização adotada pela Iberdrola, acionista controladora da Neoenergia. A meta do grupo espanhol é de neutralizar as emissões de dióxido de carbono até 2050.