Petrobras nomeia presidente interino e novos membros do conselho

Diretor executivo de Exploração e Produção Carlos Alberto Pereira de Oliveira assume cargo até a posse do general Silva e Luna e Eduardo Bacellar Leal Ferreira irá presidir Conselho de Administração

A Petrobras aprovou a saída de Roberto Castello Branco como membro do Conselho de Administração, após decisão tomada na Assembleia Geral Extraordinária (AGE) da última segunda-feira, 12 de abril, o que também acarreta formalmente sua saída da presidência da companhia, uma vez que o estatuto social determina que o presidente ocupe um dos cargos no conselho.

Como Castello Branco está atualmente em período de férias, foi nomeado como presidente interino o diretor executivo de Exploração e Produção, Carlos Alberto Pereira de Oliveira, até a eleição e posse do general Joaquim Silva e Luna. Vale lembrar que os diretores executivos da petroleira já informaram que não têm interesse de renovar seus mandatos e que seguirão em seus cargos até a posse dos sucessores.

Em nota, a estatal agradeceu aos serviços prestados e salientou que Roberto teve um papel fundamental para desalavancagem, melhoria da alocação de capital, foco nos investimentos em ativos de classe mundial e aceleração de desinvestimentos, saudando o aumento da produtividade, aceleração da transformação digital e lançamento de compromissos de baixo carbono e sustentabilidade.

Membros do Conselho também saem – Outro efeito legal (3º do art. 141 da Lei das S/A) da destituição dos cargos é a saída dos demais membros do conselho eleitos em julho de 2020. Diante desse quadro, a reunião de ontem definiu em voto múltiplo a eleição para as sete cadeiras, a serem ocupadas por Eduardo Bacellar Leal Ferreira, que também irá presidir o órgão; Cynthia Santana Silveira; Marcelo Gasparino da Silva; Márcio Andrade Weber; Murilo Marroquim de Souza; Ruy Flaks Schneider e Sonia Julia Sulzbeck Villalobos.