Neoenergia avança para monitorar consumo de residências em tempo real

Solução criada por meio do Programa de Eficiência Energética pode contribuir para mudança de hábitos e economia de energia

A Neoenergia avança com o projeto que visa desenvolver uma ferramenta de baixo custo para monitoramento do consumo de eletricidade de clientes residenciais ou empresariais de pequeno e médio porte. A iniciativa acontece por meio do Programa de Eficiência Energética (PEE) regulado pela Aneel e envolve as concessionárias Coelba (BA), Celpe (PE), Cosern (RN) e Elektro (SP e MS), que firmaram uma parceria com a startup Smartiks, de Campina Grande (PB), para pesquisar a tecnologia.

Um protótipo foi desenvolvido para ser instalado próximo ao medidor e transmitir as informações de consumo para um sistema criado pela startup através da rede Wi-Fi da unidade consumidora, com os dados sendo analisados instantaneamente e de forma automatizada. Também haverá uma interface amigável para disponibilizar as informações de consumo de forma mais didática, tanto no computador quanto no celular, por meio de um aplicativo.

Será possível saber em que período do dia acontece a maior demanda do imóvel e conhecer os gastos dos equipamentos de forma desagregada, assim como descobrir quanto do uso total vem do ar-condicionado, geladeira ou chuveiro elétrico. Com a análise dos dados, a solução pode ainda disponibilizar dicas de eficiência energética a partir do perfil de consumo de cada usuário.

Os testes foram iniciados em sete imóveis de Salvador (BA), durante o mês de novembro do ano passado. Entre eles, seis contam com painéis fotovoltaicos, uma tendência no setor elétrico. Nesses casos, um equipamento é instalado no medidor e outro no inversor, permitindo monitorar também a potência de geração. As informações podem ser filtradas pelo usuário em tempo real, diariamente ou no ciclo mensal.

A startup foi selecionada no Desafio Nova Energia, uma parceria entre as distribuidoras da subsidiária da Iberdrola no Brasil e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) que busca incentivar o desenvolvimento de soluções inovadoras em eficiência energética em três áreas: redução do consumo de energia, geração distribuída e novas tecnologias educacionais.