Petrobras vai distribuir R$ 10,2 bilhões em dividendos a acionistas

Valor equivale a R$ 0,787446 por ação ordinária e preferencial em circulação

A Petrobras informou que, em reunião realizada na última quarta-feira, 14 de abril, a Assembleia Geral Ordinária aprovou a proposta para destinação do resultado do exercício de 2020 encaminhada pelo Conselho de Administração, de remuneração aos acionistas sob a forma de dividendos no valor de R$ 10,272 bilhões. O valor é correspondente ao valor de R$ 0,787446 por ação ordinária e preferencial em circulação.

Esse valor será atualizado pela variação da taxa Selic de 31 de dezembro de 2020 até a data do pagamento, em 29 de abril deste ano. Até a última quarta-feira, 14, essa atualização representou um acréscimo de R$ 0,004566 por ação, resultando em um valor total de R$ 0,792012 por ação. O pagamento do dividendo será realizado em 29 de abril de 2021.

Em comunicado, a empresa revelou que a Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária elegeu cinco membros do Conselho Fiscal e respectivos suplentes. Pelo acionista controlador foram eleitos Agnes Maria de Aragão da Costa como titular e Jairez Elói de Sousa Paulista como suplente; Sérgio Henrique Lopes de Sousa, como titular e Alan Sampaio Santos como suplente; além de José Franco Medeiros de Morais como titular e Gildenora Batista Dantas Milhomem como suplente. Os acionistas minoritários detentores de ações ordinárias elegeram Patricia Valente Stierli, como titular e Robert Juenemann como suplente. Já os acionistas detentores de ações preferenciais escolheram Michele da Silva Gonsales Torres de titular e Antonio Emílio Bastos de Aguiar Freire como suplente.