Neoenergia monta esquema especial para transporte de turbinas eólicas

Componentes dos aerogeradores que formarão o Complexo Eólico Chafariz chegam a percorrer mais de mil quilômetros de estradas

A Neoenergia iniciou a montagem dos primeiros aerogeradores que vão formar o Complexo Eólico Chafariz, no Sertão da Paraíba. O trabalho é um dos últimos estágios de implantação dos novos parques e foi iniciado após a chegada das pás e naceles. Essas são as maiores e mais pesadas partes das turbinas, as pás medem 64,5 metros e pesam 21 toneladas, enquanto as naceles têm 13 metros de comprimento e 70 toneladas. Devido ao seu tamanho, a operação de transporte é um verdadeiro desafio logístico, com 24 meses de preparação, entre estudos de viabilidade e autorização de órgãos estaduais e federais.

Depois de percorreram mais de mil quilômetros por rodovias de quatro estados: Bahia, Pernambuco, Ceará e Paraíba, as naceles foram as primeiras a chegar ao município de Santa Luzia, onde está localizado o novo complexo eólico. Fabricadas pela Siemens Gamesa no Polo Industrial de Camaçari (BA), elas são levadas em carretas que medem 18 metros. Para colocar em prática essa operação, foi necessário realizar um estudo de viabilidade geométrica das rodovias entre a Bahia e a Paraíba, etapa que levou seis meses e analisou as características das dez estradas por onde os veículos passaram.

A companhia informou que a avaliação foi apresentada aos órgãos responsáveis, Departamento de Estradas de Rodagem (DER) nos estados e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) em âmbito federal, para que fosse concedida a Autorização Especial de Trânsito (AET). O transporte das 136 naceles foi iniciado em fevereiro e deve ser concluído até dezembro de 2021.

O transporte das pás, assim como das naceles, requer um esquema especial e a viagem dura cerca de três dias. Por segurança, a velocidade máxima permitida é de 50 km/h. Para levar as pás, além do estudo e das autorizações dos órgãos de trânsito, é necessário transitar com escoltas em alguns trechos das estradas, com o objetivo de evitar acidentes. As primeiras pás foram entregues em março e o transporte das 408 deve ser finalizado até dezembro de 2021.