Consumo de energia da Energisa sobe 0,7% em março

Volume foi puxado pelas altas temperaturas e pelo bom desempenho do agronegócio

O volume consumido de energia no mercado cativo e livre do Grupo Energisa registrou crescimento de 0,7% em março de 2021 em relação ao mesmo mês do ano anterior, somando um total de 3.132,8 GWh. No entanto, a carga teve uma queda de 0,8% no primeiro trimestre de 2021. Os dados fazem parte do Boletim de Relações com Investidores, divulgado pelo grupo.

O consumo foi puxado pelo grupo residencial, onde o clima foi um dos principais vetores do crescimento com 3,8% (45,9 GWh). A classe industrial também teve bom desempenho e cresceu 4,1% (25,3 GWh), com destaque para os setores de metalurgia e minerais não metálicos.

Já o segmento rural teve um crescimento de 2,9% (8,4 GWh), com crescimento em oito das 11 distribuidoras, com desempenho impulsionado pelo clima seco e o bom desempenho de algumas culturas.

Já o consolidado do consumo no primeiro trimestre de 2021 tanto no mercado livre quanto no cativo nas áreas de concessão das distribuidoras do Grupo Energisa teve uma leve retração de 0,8% em relação ao mesmo período do ano passado. O boletim ressalta que na maior parte do primeiro trimestre do ano passado não houve impacto no consumo de energia associado à pandemia.