Universidade de Oxford publica estudo de caso sobre a Enel

Grupo vem atraindo a atenção de investidores socialmente responsáveis alinhados em valor compartilhado e inovação

A Universidade de Oxford publicou um estudo de caso intitulado “Enel: caminhos para transformação objetiva por meio de valor compartilhado e inovação”. A pesquisa com abordagem em valor compartilhado se deve à estratégia corporativa alinhada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS).

Especificamente, o grupo tem priorizado diretamente quatro ODS principais: ODS 7 (Energia Limpa e Acessível), ODS 9 (Indústria, Inovação e Infraestrutura), ODS 11 (Cidades e Comunidades Sustentáveis) e ODS 13 (Ação Climática).

“Quando se trata de criação de valor compartilhado, adotamos uma abordagem de inovação reversa para difundir e incorporar esse conceito em todo o nosso negócio, começando nos mercados emergentes para apoiar o crescimento das energias renováveis e, em seguida, trazendo de volta em nossos negócios-legado europeus. Além disso, integramos a sustentabilidade à inovação, por meio do Open Innovability, o que significa uma abordagem que se aproveita de múltiplos ecossistemas de players ao redor do mundo com o objetivo de gerar inovação”, disse Ernesto Ciorra, Chief Innovability Officer do Grupo Enel.

Ao combinar o Open Innovability e criação de valor compartilhado, a Enel está enfrentando os crescentes desafios da indústria, ao mesmo tempo que promove uma cultura de abertura em todos os níveis organizacionais.

O grupo está atraindo a atenção de investidores socialmente responsáveis, cuja participação na empresa está em constante crescimento, representando agora cerca de 13,4% do capital social da Enel, mais que o dobro em relação aos níveis de 2014.

O estudo foi escrito por Carlos Blanco, Marcel Metzner e Judith Stroehle, todos afiliados à iniciativa “Rethinking Performance Initiative” na Saïd Business School.