Pequeno consumidor da Sulgipe terá de redução de 0,19%

Reajuste anual aprovado pela Aneel vai levar a um aumento de 11,08% na alta tensão

O reajuste tarifário anual da Companhia Sul Sergipana de Eletricidade vai reduzir em 0,19% a tarifa dos consumidores atendidos em baixa tensão pela distribuidora e aumentar em 11,08% a conta para o segmento de alta tensão. O reajuste da Sulgipe foi aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica nesta terça-feira, 18 de maio, para vigorar a partir do próximo dia 22.

A explicação para a diferença entre as tarifas dos dois grupos de consumidores é que os de maior porte, que compõem o chamado Grupo A, sofrerão impacto maior do aumento dos encargos setoriais, que tiveram peso de 4,16% no reajuste, e do custo de transmissão de energia, com participação de 5,55%. Esses custos também afetarão os consumidores da baixa tensão, mas em escala menor.

Na parte relacionada a compra de energia, está prevista uma redução de despesas de 5,16%, explicada em grande parte pela contratação por chamada pública no mercado livre para suprimento a partir de janeiro de 2022. Esse contrato vai reduzir o do mix de compra da Sulgipe de R$ 221,56/MWh para R$ 195,58/MWh, considerando apenas os quatro meses iniciais de fornecimento, que vão acontecer dentro do atual ciclo tarifário.

A distribuidora manterá o atual contrato de suprimento com a Energisa Sergipe até 31 de dezembro de 2021. Depois disso, vai passar a receber energia da Santa Maria Comercializadora para as cerca de 156 mil unidades consumidoras atendidas no estado.