Setor de energia renovável puxa retomada de crescimento, diz KPMG

Práticas ESG, retomada dos leilões e custos em declínio e aumento da competitividade do armazenamento de baterias estão ajudando na recuperando a economia

Um levantamento feito pela KPMG analisando padrões de retomada dos 40 principais setores da economia brasileira após um ano da pandemia da covid-19 mostrou que o setor de energia renovável está retornando à normalidade e vai se recuperar mais rapidamente à medida que a demanda do consumidor retornar em volumes semelhantes ao de antes da pandemia.

Entre as tendências, estão o alto volume de transações de fusões e aquisições especialmente de private equities e empresas do setor de óleo e gás, as práticas ESG impulsionando investimento em energias renováveis e outras tecnologias limpas.

Com relação à nova realidade para o setor de energia renovável, o relatório apontou a retomada dos leilões de Energia Nova, custos em declínio e aumento da competitividade do armazenamento de baterias e alternativas de investimentos em ativos.