ONS: Desligamento de Polo 2 de Xingu/Estreito iniciou perturbação

Erac atou e cortou 3.400 MW de carga. Relatório de Análise da Perturbação será produzido

O Operador Nacional do Sistema Elétrico informou em nota distribuída no início da noite desta sexta-feira, 28 de maio, que às 11h06 houve o desligamento do Polo 1 Xingu/Estreito, sem outras consequências para o Sistema Interligado Nacional. Em seguida, às 11h26, ocorreu o desligamento do Polo 2 do mesmo sistema de transmissão que compõe o bipolo Xingu/Estreito, que estava com 1.983 MW de carregamento, valor próximo ao que havia no polo 1 no desligamento de 11h06. Esta perturbação afetou vários estados e distribuidoras, em especial as das regiões Centro-Oeste e Sudeste.

O ONS reiterou na nota que tão logo identificou o problema, atuou para restabelecer o fornecimento o mais rápido possível. O Operador avaliará as causas da ocorrência junto aos envolvidos e posteriormente, fará um Relatório de Análise da Perturbação.

Para evitar sobrecarga no Elo CC 800 kV Xingu/Terminal Rio, um Sistema Especial de Proteção atuou, desligando sete unidades geradoras da UHE Belo Monte, com interrupção de aproximadamente 4.050 MW de geração. “Ao identificar uma variação de frequência no sistema, o Esquema Regional de Alívio de Carga cortou 3.400 MW de carga, atingindo várias localidades, para evitar maiores reflexos no SIN”, disse a nota do operador.

De acordo com o ONS, às 11h31min foi liberada a retomada das cargas cortadas pelo Erac. Às 11h45, todas as cargas do SIN já estavam regularizadas. Às 12h21 houve o desbloqueio dos Polos 1 e 2 do Elo CC 800kV Xingu/Estreito, após avaliações e liberações do agente BMTE.