Revisão de distribuidoras de MA, PB e SC entram em consulta

Para a Equatorial, Energisa e Dcelt estão sendo propostos aumentos médios abaixo de 10%

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou a abertura das consultas públicas com as propostas de revisão tarifária de distribuidoras que atuam nos estados do Maranhão, Paraíba e Santa Catarina. Os resultados dessas revisões, com os índices definitivos, serão aplicados a partir de 28 (MA e PB) e 29 de agosto (SC).

Pelos cálculos preliminares da Aneel, a revisão das tarifas da Equatorial Maranhão pode levar a um aumento médio a ser percebido pelos consumidores de 6,11%, sendo 9,05% em média para os de alta tensão e de 5,59%, em média para os de baixa tensão.

Para a Energisa Paraíba, o aumento deve ficar em 7,07% na média de todos os consumidores, com efeito médio de 9,02% na alta tensão e de 6,56% na baixa tensão.

Já a proposta de revisão da Distribuidora Catarinense de Energia Elétrica Ltda., a Dcelt (antiga Iguaçu Energia), aumenta as tarifas em médio em 9,46%. Consumidores atendidos em baixa tensão terão um crescimento médio na conta mensal de 14,87%, enquanto os da alta tensão vão perceber uma redução média de 0,79%.