UHEs comemoram números de operação

UHE Jirau foi responsável por cerca de 10% da geração no SE, enquanto UHE Sinop bateu recorde de geração

Em maio, quando se comemora o Dia Mundial da Energia, celebrado no dia 29, a Jirau Energia reforça a segurança energética do país. A produção de energia elétrica no primeiro trimestre de 2021 se manteve estável mesmo com os desafios impostos por este longo período de pandemia do coronavírus. De janeiro a março deste ano, a UHE Jirau (RO – 3.750 MW) gerou em média 3.006 MW med, totalizando 6.493.213 MWh, sendo responsável por aproximadamente 10% da geração hídrica do Subsistema Sudeste no mesmo período e o suficiente para suprir toda a necessidade da Região Norte por aproximadamente um mês e meio ou alimentar 53% do Subsistema Norte do Brasil no primeiro trimestre de 2021.

Para o Diretor de Operação da Jirau Energia, Diego Collet, os números são o resultado do trabalho em equipe e do comprometimento dos profissionais que atuam na usina. De acordo com ele, a pandemia, apesar de trazer muitos fatores indesejáveis, mostrou o quanto que, juntos, somos fortes e resilientes no enfrentamento de nossos desafios. Segundo Collet, o engajamento das equipes aos protocolos de segurança à prevenção da Covid-19 garantiu a confiabilidade e segurança na operação da usina.

Outra hidrelétrica que também teve o que comemorar no Dia Mundial da Energia é a UHE Sinop (MT – 401,8 MW). A usina registrou o recorde de geração, atingido desde o início da operação do empreendimento, há dois anos. O primeiro recorde deste semestre foi alcançado em fevereiro, quando a usina gerou 146 GWh, seguido de um aumento de 55% na geração e novo recorde em março, com a produção de mais de 226 GWh de energia limpa e renovável, suficiente para abastecer cerca de 1,6 milhão de pessoas. O volume repercute diretamente sobre o aumento da oferta de energia hídrica no período, além da geração de benefícios para os municípios vizinhos ao reservatório, por meio do pagamento de Compensação Financeira Pela Utilização de Recursos Hídricos, conhecido como royalties da água.

Contando com a geração de energia acumulada apenas nos cinco primeiros meses de 2021, a média mensal do ano inteiro já estaria bem próxima da marca atingida no ano anterior. Em 2020, a UHE Sinop pagou cerca de R$ 3,3 milhões a título de royalties. Para Ricardo Padilha, diretor-presidente da Sinop Energia, apesar dos desafios impostos pelo período de pandemia, a usina está cumprindo seu papel de geração de energia para a matriz e contribuindo para o desenvolvimento do país, especialmente dos municípios vizinhos à usina. A expectativa é que se mantenha uma boa média de geração no restante do ano para que possamos ultrapassar 2020 em mais de 80%”, diz Ricardo Padilha, diretor-presidente da Sinop Energia.