Neoenergia vai patrocinar seleção brasileira feminina de futebol

Apoio se estende ao Campeonato Brasileiro Feminino e reforça o compromisso da empresa com igualdade de gênero e empoderamento das mulheres

A Neoenergia assinou nesta terça-feira, 1º de junho, contrato com a Confederação Brasileira de Futebol e se tornou a primeira empresa no país a patrocinar exclusivamente a Seleção Brasileira Feminina de Futebol. O acordo, válido pelos próximos quatro anos, também prevê apoio à competição nacional de clubes, que já a partir da próxima rodada passa a se chamar Brasileirão Feminino Neoenergia. A elétrica tem como premissa ampliar a participação da mulher no contexto social e profissional, reforçando o compromisso com a equidade de gênero.

O contrato vai até 2024 e prevê a exibição da marca no uniforme de treino da Seleção Feminina, ações promocionais e ativações nas redes sociais das Guerreiras do Brasil. O presidente da CBF, Rogerio Caboclo, revelou ainda que a parceria vai envolver ações de práticas mais sustentáveis de energia na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), local de treinamentos da seleção. A Neoenergia acompanhará as Seleções Brasileiras Femininas adulta e de base em momentos como a reta final da preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, a Copa América Feminina 2022, os Campeonatos Sul-Americanos de Base, a Copa do Mundo Feminina 2023 e os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

Mario Ruiz Tagle, da Neoenergia e Rogerio Caboclo, da CBF: apoio ao futebol feminino

O CEO da Neoenergia, Mario Ruiz-Tagle, classificou o patrocínio como um grande passo para dar oportunidade ao empoderamento feminino e promoção através dos valores do esporte com o futebol feminino. Ele reforçou o discurso de igualdade de gênero, lembrando que a Neoenergia conta com 43% de mulheres nas suas equipes corporativas, sendo que na Diretoria Executiva a proporção é de 44% de presença de mulheres. ‘”Ficamos muito felizes e orgulhosos em contribuir com a nossa energia e nossa lição de sustentabilidade para o sucesso deste time. Para nós, a igualdade é baseada no conhecimento e nas oportunidades reais, que são fundamentos essenciais para construir um mundo mais próspero para todos”, afirma.

O executivo aposta no apoio ao esporte feminino com a convicção que a empresa luta pela igualdade de oportunidades. Para ele, essas esportistas são o espelho em que miram muitos homens e mulheres, são exemplos para tantas outras que veem no esporte uma janela de oportunidades de mudança social.

Criada em 2017, a Escola de Eletricistas da Neoenergia capacitou, até agora, 1.330 alunos nos estados da Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte e São Paulo. Desse total, 768 alunos foram contratados pelas empresas do grupo. Em 2019, a Neoenergia promoveu uma iniciativa pioneira ao criar as primeiras turmas exclusivamente para mulheres, a fim de promover a diversidade e inclusão. O projeto foi criado em agosto de 2019, após a empresa perceber que as turmas mistas não tinham adesão suficiente de mulheres e buscar formas de aumentar a participação delas. A iniciativa foi reconhecida internacionalmente em um estudo de caso, publicado pelo WeEmpower, programa da ONU Mulheres junto à Organização Internacional do Trabalho e à União Europeia para estimular boas práticas das empresas.

O projeto com a CBF demonstra o trabalho que a Neoenergia e o Grupo Iberdrola estão desenvolvendo com o impulso ao esporte feminino no mundo, com mais de mais de 330 mil atletas apoiadas em diversos países, o que torna a empresa espanhola a maior incentivadora da mulher no esporte na Europa.