Comissão da Câmara convoca MME e Aneel para debater risco de racionamento

CME também convidou representantes do setor privado e especialistas para avaliar medidas já tomadas e os rumos da crise hídrica e energética em 2021

A Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados aprovou na última terça-feira, 8 de junho, três requerimentos convidando autoridades do governo para debater a crise hídrica e a possibilidade de racionamento de energia elétrica neste ano. Entre os convidados estão o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e o diretor-geral da Aneel, André Pepitone.

Na semana passada, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) divulgou uma nota técnica alertando para os volumes críticos de armazenamento até o final do ano, principalmente dos aproveitamentos hidroelétricos que atendem os subsistemas Sul e Sudeste/Centro-Oeste.

Os requerimentos 51/21, 52/21e 54/21 foram apresentados pelos deputados Christino Áureo (PP-RJ), Carlos Zarattini (PT-SP) e Danilo Forte (PSDB-CE). Além de autoridades do governo, serão convidados representantes do setor elétrico e especialistas, visando avaliar as medidas já tomadas e o impacto na conta de luz, além das propostas para evitar o racionamento.

“Sem capacidade de abastecimento dos reservatórios haverá a necessidade de que o planejamento estratégico seja estabelecido em tempo hábil, evitando-se que a economia nacional, já tão abalada com a pandemia, seja engolfada por outro evento drástico, o que seria catastrófico sob qualquer prisma”, comenta o deputado Christino Áureo, lembrando que as datas das audiências públicas ainda serão marcadas pela comissão.

Com informações da Agência Câmara de Notícias