Copel, DMED, Mux Energia e Sulgipe vencem Prêmio Aneel de Ouvidoria

Segunda e terceiras colocações das três categorias ficaram com a Cosern, EDP São Paulo, Energisa Sul Sudeste, Energisa Minas Gerais, Eflul e Eletrocar

Quatro distribuidoras de energia receberam o selo ouro no 4º Prêmio de Ouvidoria organizado pela Aneel e entregue de forma online na última quinta-feira, 24 de junho, para as empresas que melhor atendem às manifestações de seus consumidores, reconhecendo as equipes da Copel, DMED, Mux Energia e Sulgipe com as melhores classificações entre 150 participantes.

Na categoria pequeno porte, de até 100 mil unidades consumidoras, as ouvidorias da DME Distribuição e da Muxfeldt, Marin & Cia. Ltda (Mux Energia) ficaram empatadas em primeiro lugar, seguidas pela Empresa de Força e Luz de Urussanga Ltda (Eflul) e pelas Centrais Elétricas de Carazinho (Eletrocar).

Nas concessionárias de médio porte, entre 100 mil e 1 milhão de unidades consumidoras, a grande vencedora foi a Companhia Sul Sergipana de Eletricidade – Sulgipe. A Energisa Sul Sudeste ficou com o selo prata e a Energisa Minas Gerais com o bronze.

Já a Copel recebeu o selo ouro entre as ouvidorias com mais de 1 milhão de UCs pelo segundo ano consecutivo. Em segundo lugar ficou a Cosern, e em terceiro a EDP São Paulo.

O diretor-geral da distribuidora paranaense, Maximiliano Orfali, destaca que a orientação estratégica da área é tratar cada reclamação com foco no processo. “Cada vez que chega uma reclamação, ela é na verdade uma oportunidade de melhoria”, afirma.

A Aneel leva em consideração nove critérios para reconhecer as melhores ouvidorias: tempo de tratamento das reclamações; procedência; clareza e rapidez na resposta ao consumidor; quantidade de canais disponíveis; nível hierárquico do órgão dentro da distribuidora; existência de normas internas sobre a atuação da ouvidoria; elaboração de relatórios de acompanhamento e prazo de atendimento.

O diretor-geral da Agência, André Pepitone, salientou que o prêmio é um reconhecimento ao esforço e comprometimento das distribuidoras, mas os verdadeiros vencedores são os consumidores, destinatários e beneficiários finais da busca pela melhoria constante. “Nosso sonho é chegar uma edição em que haja um empate geral, com todas as ouvidorias atingindo a pontuação máxima”, completou Pepitone.