ONS: carga subiu 12,8% em maio

Na comparação com mês anterior, houve recuo de 1,9%

O monitoramento do Sistema Interligado Nacional registrou que a demanda por energia em maio teve crescimento de 12,8%, se comparado com o mesmo período de 2020. O consumo chegou a 67.661MW med. A recuperação do setor industrial, principalmente das indústrias voltadas para exportação, aliado às condições de temperatura mais elevadas do que as esperadas para o período foram os principais fatores que influenciaram no avanço da carga. As informações estão no boletim mensal de carga do Operador Nacional do Sistema Elétrico.

Caso comparado com o mês anterior, houve uma variação negativa de 1,9%. No total acumulado, dos últimos 12 meses, registrou-se uma variação positiva de 3,8%, em relação ao mesmo mês em 2020. Vale ressaltar que os meses de abril e maio de 2020 foram os mais impactados pelas medidas restritivas para conter o avanço da Covid-19, ocasionando uma redução média de 11,1%, na carga do SIN, nesses dois meses em 2020, quando comparados ao mesmo período de 2019.

O relatório ainda traz dados consolidados das quatro regiões, que apresentam indicadores positivos. O subsistema Norte se destacou e registrou demanda 15,7% maior ou 6.030 MW médios, se comparado com o mesmo mês de 2020; seguido do Sudeste/Centro-Oeste que teve incremento de 13,1% ou 39.138MW médios e a região Sul com aumento de 12,1% ou 11.584MW médios. No subsistema Nordeste, a carga de energia verificada no período apresentou uma variação positiva de 11% ou 10.909 MW médios, se comparado com o mesmo mês do ano anterior.