Enel Trading cresce 97% no primeiro trimestre do ano

Comercializadora teve desempenho superior ao da expansão do ACL no período

A Enel Trading registrou forte expansão nas vendas de energia no mercado livre no primeiro trimestre de 2021, superando, inclusive, o crescimento do segmento no período. Entre janeiro e março de 2021, a companhia comercializou 2.010 MW med no ambiente de contratação livre, aumento de 97% em relação aos 1.021 MW med contabilizados em igual intervalo do ano passado.

Para efeito de comparação, a performance registrada pela Enel Trading no período foi superior ao crescimento do ACL. De acordo com os dados disponibilizado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, o consumo de energia no mercado livre teve uma alta de 12% entre o primeiro trimestre de 2021 e igual intervalo de 2020, passando de 20,29 mil MW médios para 22,67 mil MW médios. A expansão das vendas da Enel Trading e do ACL ocorre mesmo em meio aos impactos da pandemia do novo coronavírus na atividade econômica do País, o que sinaliza que um número crescente de grandes consumidores vislumbra no mercado livre uma alternativa atrativa para reduzir o valor final da conta de luz e economizar.

Considerando apenas a venda de energia para consumidores finais, a Enel Trading registrou um crescimento de 73% no mesmo período de comparação, passando de 625 MW médios para 1,083 mil MW médios. A comercializadora registrou expansão de 66% nas vendas para os clientes livres convencionais, de 263 MW médios para 436 MW médios. Em relação aos clientes livres especiais, que só podem migrar ao ACL comprando a energia de fontes renováveis, como eólica e solar, a expansão verificada foi de 78%, de 363 MW médios para 647 MW médios.

De acordo com o Head de Comercialização e Trading da Enel Trading, Dario Miceli, em que pese os desafios impostos pela pandemia do novo coronavírus ao setor elétricos e para a atividade econômica, a Enel Trading registrou um forte crescimento de suas operações. Segundo ele, o resultado pode ser atribuído à criação e posicionamento da marca Enel Trading para atuar no mercado brasileiro, à expansão do time comercial nos últimos meses e à capacidade de comercializar energia a preços competitivos. A entrada em operação das usinas da Enel Green Power Brasil também contribuído para a companhia ampliar as suas vendas para clientes livres especiais.