Enel conclui ampliação e modernização da subestação Franca

Troca de dois transformadores e novo sistema de combate a incêndio beneficiará cerca de 18 mil clientes em sete bairros da capital paulista

A Enel Distribuição São Paulo concluiu as obras de ampliação e modernização da subestação Franca, no bairro Jardim Paulista, zona oeste da capital paulista. O projeto recebeu investimento de R$ 3,4 milhões e beneficiará em torno de 18 mil consumidores dos bairros Jardim Europa, Jardim América, Jardim Paulista, Cerqueira César, Bela Vista, Bixiga e região da Consolação.

Iniciado em outubro do ano passado, a iniciativa consistiu na expansão da capacidade de fornecimento da subestação em 26 MVA, através da troca de transformadores de 12 MVA por dois equipamentos de 25 MVA, além da implementação de um novo sistema de combate a incêndio no local.

Ademais, o projeto permite que o sistema elétrico na região acompanhe o crescimento do mercado consumidor, fomentando o desenvolvimento socioeconômico na capital paulista. Com maior capacidade de distribuição, os bairros estão aptos a receber novos prédios residenciais e estabelecimentos comerciais.

Redes do Futuro

As obras de ampliação da SE Franca dão continuidade aos investimentos para reforçar a capacidade de distribuição da companhia, por meio de obras de construção, ampliação e modernização de subestações e linhas de transmissão nos 24 municípios de sua área de concessão. Em maio deste ano a empresa deu início à ampliação da subestação Itapevi, num aporte de R$ 10,5 milhões em prol de 40 mil clientes de de Itapevi, Cotia e Santana de Parnaíba.

Em janeiro, a concessionária deu início às obras de modernização da Linha de Transmissão Subterrânea (LTS) Centro-Augusta, que irá demandar R$ 26,5 milhões, atingindo 13 mil clientes comerciais, residenciais e poder público dos bairros da Santa Cecília, Bela Vista, Consolação, Jardim Paulista e Higienópolis, região central da capital paulista.

Em 2020 foram R$ 93,5 milhões destinados em 29 obras, como nas subestações Anhembi e Cambuci, que receberam R$ 10,9 milhões e R$ 5,5 milhões em investimentos, respectivamente. Ao todo, as obras no ano passado ampliaram a capacidade em 53 MVA, beneficiando 1,2 milhão de consumidores.