Torre desaba e mata sete trabalhadores no Pará

Ocorrência na última sexta-feira (16) deixou 12 profissionais da Skic Brasil feridos e principal linha de investigação aponta para acidente de trabalho

Sete pessoas morreram após a queda de uma torre de transmissão na tarde da última sexta-feira, 16 de julho, entre os municípios de Anapu e Pacajá, no sudoeste do Pará. Quatro profissionais ainda se encontram em um hospital da região e outros oito foram liberados após atendimento médico.

Em comunicado ao mercado na manhã desta segunda-feira, 19 de julho, a Engie Brasil, responsável pelas obras, confirmou o falecimento dos trabalhadores da Skic Brasil, subsidiária da chilena Sigdo Koppers, contratada para construção de parte do projeto Estado Novo, que prevê 1.800 km de linhas no Pará e Tocantins, além da construção de uma subestação e expansão de outras três.

A Engie também informou que paralisou imediatamente todas as atividades relacionadas a iniciativa e que medidas de apoio aos acidentados e às famílias das vítimas estão sendo providenciadas pela Skic e acompanhadas pela companhia. Além disso, uma comissão multidisciplinar está analisando o acidente e elaborando um plano de ação para atualizar os procedimentos para a retomada segura das atividades.

Já as autoridades investigam o que motivou o desabamento da estrutura. Logo após a ocorrência, o delegado deu início às apurações e ouviu funcionários que presenciaram a queda das torres. A principal linha de investigação é acidente de trabalho e os responsáveis pela empresa também deverão ser intimados a prestar depoimento.