Após reabastecimento de combustível, Angra 2 volta a operar

Escopo da parada precisou ser reduzido para evitar a disseminação do coronavírus

Parada desde o dia 06 de junho para realizar a substituição de um terço do seu combustível, Angra 2 foi sincronizada ao Sistema Interligado Nacional (SIN) às 5h46 da última quinta-feira, 22 de julho. Durante o período, também foram feitas inspeções e manutenções periódicas. A unidade segue em processo de elevação da potência, devendo atingir 100% nesta sexta-feira, 23 de julho.

Assim como em 2020, o escopo da parada foi reduzido ao mínimo necessário para evitar a disseminação do coronavírus. Por isso, foram contratados apenas 770 profissionais brasileiros e 70 estrangeiros, volume que está cerca de 30% abaixo do que é tipicamente praticado. No total, foram realizadas 4.193 atividades. De acordo com a Eletronuclear, a empresa superou desafios complexos e obteve êxito na parada.

Para diminuir ao máximo o risco de contaminação pelo coronavírus dos profissionais envolvidos, a Eletronuclear adotou uma série de medidas de segurança sanitária. Além disso, todos os contratados passaram por um treinamento especial sobre os protocolos implementados pela companhia, além de receber uma cartilha com procedimentos a serem cumpridos.

A Eletronuclear enfatizou que o ótimo resultado da parada só foi possível devido a profissionais competentes, qualificados, motivados e empenhados, que trabalharam juntos em prol de um mesmo objetivo.