Copel aponta crescimento de 12,2% no mercado fio durante 2º tri

Resultado observado decorre, principalmente, do crescimento de 26,6% no consumo no mercado livre, influenciado pelo bom desempenho da produção industrial

A Copel divulgou na última terça-feira, 27 de julho, os resultados da demanda de energia durante o segundo trimestre de 2021. O mercado fio da Copel Distribuição apresentou crescimento de 12,2% no consumo de energia.

O resultado observado decorre, principalmente, do crescimento de 26,6% no consumo no mercado livre, influenciado pelo bom desempenho da produção industrial do Paraná, que avançou 54,1% em abril e 23,7% no mês de maio, sendo que os setores que mais contribuíram para o aumento do consumo de energia foram os de fabricação de produtos alimentícios e fabricação de produtos de madeira.

A venda de energia para o mercado cativo da Copel Distribuição totalizou 4.773 GWh no mesmo período, apontando um aumento de 4,8%. A classe residencial consumiu 1.973 GWh entre abril e junho de 2021, registrando um crescimento de 4,3%. Já a classe industrial apontou um crescimento de 6,4% no período de abril e junho de 2021, totalizando 584 GWh. A classe comercial consumiu 1.000 GWh, tendo um aumento de 7,8%, reflexo da retomada gradual do nível de atividade econômica com o avanço da vacinação contra a Covid-19 no Estado. A classe rural por sua vez registrou alta de 5,3% no consumo de energia, totalizando 629 GWh.

Ainda de acordo com o comunicado, o total de energia vendida pela Copel, composto pelas vendas da Copel Distribuição, da Copel Geração e Transmissão, dos Complexos Eólicos e da Copel Mercado Livre em todos os mercados, atingiu 15.917 GWh no segundo trimestre de 2021, representando um aumento de 25,3%. Adicionalmente, a UTE Araucária foi despachada no segundo trimestre desse ano em decorrência da piora das condições hidrológicas e da redução de energia disponível no sistema.