Distribuidoras da Neoenergia recuperam 331 GWh no primeiro semestre

Concessionárias fizeram ações de combate a furto, regularização de cientes e uso de tecnologia

As cinco distribuidoras da Neoenergia recuperaram, no primeiro semestre de 2021, 331 GWh, energia suficiente para abastecer cerca de 1,8 milhão de habitantes por um mês, população maior do que a de capitais como Recife (PE). Foram realizadas diversas ações de prevenção e combate aos desvios de energia, como regularização de clientes clandestinos, fiscalização e substituição de medidores, além do uso de tecnologia para evitar fraudes.

As iniciativas fazem parte da estratégia das cinco distribuidoras – Coelba (BA), Celpe (PE), Cosern (RN), Elektro (SP e MS) e Neoenergia Brasília (DF), onde o volume contabilizado de abril a junho já é três vezes maior do que em todo o ano de 2020.

As empresas da companhia realizaram, de janeiro a junho, 305 mil inspeções e, nessas ações, foram substituídos 219 mil medidores obsoletos ou com defeito. Com aparelhos mais modernos, as concessionárias reforçam o controle, evitando desvios. O volume de energia recuperada nas inspeções foi de mais de 227 GWh. Nas cinco distribuidoras, foram regularizados 57 mil clientes clandestinos, que não têm medidores de energia instalados. A iniciativa resultou na recuperação de 65 GWh. A ligação é feita de forma gratuita e os clientes podem fazer a solicitação diretamente às concessionárias.

Mais de 492 mil pontos do parque de iluminação pública foram mapeados e fiscalizados, o que gerou uma recuperação de 64 GWh. Um dos recursos utilizados pelas distribuidoras da Neoenergia para isso é a análise de dados, de forma automatizada, a partir de imagens de satélite, que são comparadas com as informações de cadastro. Os sistemas conseguem verificar se o número de postes e a localização deles equivale aos dados que estão catalogados na empresa.

Mais 10 GWh foram recuperadas em 118 ações realizadas com apoio policial. Esse trabalho é subsidiado pelos dados de balanço energético da rede, realizado através de informações de sensores inteligentes instalados em locais estratégicos, considerando estudos de alta complexidade. Os equipamentos possibilitam a identificação de perdas.