UTE William Arjona tem operação de unidades geradoras prorrogada

Aneel liberou ainda operações em teste e comercial

Agência Nacional de Energia Elétrica decidiu prorrogar, até 30 de setembro de 2021, a liberação da operação comercial das unidades geradoras UG1 e UG2, de 39,16 MW cada, UG4, de 33,1 MW, e UG5, de 32,696 MW, totalizando 144,116 MW de capacidade instalada, da UTE William Arjona. Localizada no município de Campo Grande, no estado do Mato Grosso do Sul, de titularidade da Delta Geração de Energia Investimentos e Participações Ltda.

A Aneel autorizou ainda, para início da operação em teste, a partir de 03 de agosto, para fins de contabilização de sua energia, a UG1, de 0,2172 MW, da UFV Polpa Ideal I e a UG1, de 0,2264 MW, da UFV Polpa Ideal II. Ambas localizadas no Município de João Pessoa, no estado da Paraíba, de titularidade da Industria de Polpa de Frutas Ideal Ltda.

Para operação em teste, também foram liberadas as UG1 a UG7, de 4,2 MW cada, da EOL Santa Rosa e Mundo Novo II e as UG4 a UG6, de 4,2 MW cada, da EOL Santa Rosa e Mundo Novo V. As usinas estão localizadas no Município de São Tomé, no estado do Rio Grande do Norte e pertencem à Central Eólica SRMN II S.A. e Central Eólica SRMN V S.A., respectivamente.

Além dessas unidades geradoras, a UG5, de 4,2 MW, da EOL Ventos de Santa Martina 11, também recebeu liberação. A usina está localizada no Município de Riachuelo, no estado do Rio Grande do Norte e é de titularidade da Ventos de São Felipe Energias Renováveis S.A. E por fim, para operação em teste, a UG3, de 9,774 MW, da PCH Bela Vista. Localizada nos Municípios de São João e Verê, no estado do Paraná, da Bela Vista Geração de Energia S.A.

Para Operação comercial, a Aneel liberou, também a partir de 03 de agosto, as UG1 a UG4, de 5,1 MW cada, da EOL Serra da Babilônia F. Localizada no Município de Morro do Chapéu, no estado da Bahia, da Eólica SDB F S.A. As informações foram publicadas no Diário Oficial da União desta terça-feira, 03 de agosto.