Aneel confirma bandeira vermelha patamar 2 para setembro

Esse será o quarto mês seguido que as contas terão a cobrança mais elevada que é de R$ 9,492 a cada 100 kWh consumidos

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu manter a bandeira vermelha, patamar 2, para o mês de setembro. Esse é o quarto mês seguido que a conta de luz vem com o nível mais elevado de cobrança adicional, sendo que em maio já havia sido acionada a bandeira no patamar 1.  Com isso, o custo de cada 100 kilowatt-hora (kWh) consumido continua sendo de R$9,492.

Setembro mantém a perspectiva hidrológica de recessão, com os principais reservatórios do SIN em níveis baixos para essa época do ano, forçando o uso de fontes de energia térmicas, incluindo as mais caras que estão sendo acionadas fora da ordem de mérito por comando do CMSE para evitar maior deplecionamento.

Segundo a Aneel, essa conjuntura sinaliza horizonte com reduzida capacidade de produção hidrelétrica e necessidade de acionamento máximo dos recursos termelétricos, pressionando os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF) e o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD). O PLD e o GSF são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada.

O CMO médio que é esperado para o mês de setembro está na casa de mais de R$ 1 mil por MWh para todo o país. O teto regulatório do PLD é de R$ 583,88/MWh e é o gatilho para o acionamento desse patamar mais elevado da bandeira tarifária.