Copel lança edital de R$ 1,5 mi para startups

Parceria com consultoria de inovação Beta-i objetiva atrair ecossistemas com soluções já em operação no mercado nacional e internacional e financiar até cinco provas de conceito

A Copel lançou um programa de inovação aberta voltado à startups não exclusivas do setor elétrico. A ideia é disponibilizar R$ 1,5 milhão para financiar provas de conceito e gerar soluções destinadas ao mercado de energia, que podem resultar em novos negócios tanto para a companhia como para as empresas contempladas.

As inscrições estão abertas até 4 de outubro e podem ser feitas pelo site do programa, denominado Copel Volt. O objetivo do programa, que acontece em parceria com a Beta-i, é atrair ecossistemas com soluções já em operação no mercado nacional e global e financiar até cinco provas de conceito, a partir da seleção dos melhores projetos.

A consultoria de inovação Beta-i possui experiência em apoiar projetos como esse em grandes companhias como AWS, Google, Microsoft e Ambev. Entre os casos nacionais e internacionais ligados ao setor elétrico estão a da CLP (Hong Kong), DEWA (Dubai), EDP Brasil, EDP España, EDP Portugal, EDP Renewables (EUA), ESB (Irlanda), E.ON (Alemanha), Galp (Portugal e Brasil), Origin Energy (Austrália), SP Group (Singapura), Tokyo Electric Power Company (Japão), TurningTables (Espanha), VERBUND (Áustria).

Desafios

Como geralmente acontece nos programas de inovação aberta, as empresas lançam os desafios enfrentados em suas áreas de negócios e no segmento em que atuam para atrair projetos capazes de solucionar suas demandas de forma inovadora.

Entre as linhas temáticas do Copel Volt estão: Relacionamento com o cliente, focado em soluções digitais; Energia e além da energia, voltado à diversificação de fontes de receita; Novos modelos de negócios; Processos internos inovadores; Energia limpa e novas matrizes energéticas; Eletromobilidade; Gestão de ativos e instalações e Armazenamento de energia.

O processo seletivo contará com análise e seleção preliminar e as startups escolhidas irão para a etapa do pitch-day, onde deverão demonstrar à Copel as soluções propostas. O anúncio dessa seletiva acontece em 27 de outubro.

Já em 4 de novembro será definida uma nova seleção e afunilamento para a próxima etapa, chamada de bootcamp (de 10 a 12 de novembro), com a mentoria e afinamento dos pilotos junto ao time da companhia paranaense. Espera-se 15 selecionadas nesta etapa, das quais cinco irão para a fase final do programa, de elaboração das provas de conceito – PoCs, entre 22 de novembro e 25 de março de 2022.

Por fim haverá o chamado demo-day no dia 30 de março do ano que vem, quando as finalistas poderão apresentar publicamente as suas soluções e os resultados alcançados, sejam para geração de valor à Copel ou para as próprias startups e o mercado em geral.