Enel SP registra 1.589 ocorrências com pipas entre janeiro e agosto de 2021

Municípios de São Paulo, Carapicuíba, Osasco, Mauá, Itapevi e Santo André lideram em números de registros;

Um novo levantamento feito pela Enel SP sobre a incidência de pipas na rede elétrica, apontou 1.589 ocorrências nos oito primeiros meses de 2021. Os municípios com maior número de registros no período pesquisado foram a cidade de São Paulo, com 1.111 ocorrências, seguido por Carapicuíba (61 casos), Mauá (44), Osasco e Itapevi (42), Embu (40) e Santo André (37).

Ainda de acordo com o levantamento feito pela distribuidora, o maior número de registros ocorreu entre os meses de maio e julho, período que coincidiu com o avanço da pandemia do novo coronavírus e de novas restrições para intensificar o isolamento social. A concessionária ressalta que a interrupção do fornecimento de energia por conta das pipas pode ocorrer por diversas razões. Além do risco de rompimento dos cabos, as linhas que ficam enroscadas nas redes elétricas provocam desgastes nos fios, podendo levar a curtos-circuitos e derretimento. Nesses casos, equipes da distribuidora são mobilizadas para realizar os reparos necessários e substituir parte dos fios para restabelecer o serviço.