Neoenergia mobiliza obras de construção de linha de transmissão no RS

Projeto faz parte do Lote 14 e vai contribuir para o escoamento da geração eólica para o SIN

A Neoenergia iniciou a mobilização para iniciar a construção da linha de transmissão Lagoa dos Patos, que auxiliará no escoamento da geração eólica no Rio Grande do Sul e reforçará o sistema elétrico na região.

A licença de instalação foi concedida no início de agosto pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), autorizando a construção 236 quilômetros de um do trecho do Lote 14, arrematado no leilão realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em dezembro de 2018.

A licença é para as obras do trecho 2 do projeto, entre as subestações Povo Novo e Guaíba 3, terceiro circuito (C3), que vai operar com tensão em 525 kV. Serão instaladas, ao longo destes 236 quilômetros, 408 torres de transmissão. O projeto prevê ainda a ampliação das duas subestações.

“Com esse projeto, vamos contribuir com a integração do potencial eólico do Rio Grande do Sul, um dos estados que se destacam nessa fonte limpa de energia. É um investimento alinhado ao nosso propósito sustentável, que, além disso, beneficia a região com geração de empregos. Temos a expectativa de gerar 750 postos de trabalho diretos na implantação da linha”, disse em nota o diretor de Transmissão, Fabiano Uchoas.

Ao todo, serão implantados no projeto Lagoa dos Patos 769 quilômetros de linhas de transmissão entre os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O lote inclui também a implantação de compensadores síncronos em duas subestações – Marmeleiro (525 kV), em Santa Vitória do Palmar, e Livramento 3 (230 kV), em Santana do Livramento.